imagem que representa a logomarca do Dr. André Ferrari
imagem que representa um ícone de relógio HORÁRIO DE ATENDIMENTO
Segunda a sexta: das 8h às 18h

Como a terapia alvo e a terapia imunológica estão sendo usadas no Tratamento do Sarcoma?

Postado em: 18/09/2023

A terapia alvo e a terapia imunológica representam perspectivas promissoras para o futuro do Tratamento do Sarcoma, um grupo de cânceres raros. Essas abordagens se mostram capazes de, com mais pesquisas  e desenvolvimento, oferecer benefícios significativos para pacientes que enfrentam essa doença.

Hoje vamos conversar sobre essas abordagens e o seu possível papel no tratamento do câncer ósseo. Continue sua leitura para saber mais!

Sarcoma

O que são a terapia alvo e a terapia imunológica?

A terapia alvo e a terapia imunológica são abordagens que se encontram em desenvolvimento para o tratamento de várias doenças. Conheça alguns detalhes do seu objetivo!

Terapia alvo

A terapia alvo é uma abordagem destinada a tratar doenças com precisão cirúrgica. Ela se baseia na compreensão das características moleculares específicas de uma doença e visa bloquear ou interferir com essas moléculas para interromper o crescimento ou a propagação das células doentes.

Funciona da seguinte forma: primeiro, os cientistas identificam as biomoléculas-chave envolvidas na doença, como proteínas ou genes. Em seguida, são desenvolvidos medicamentos direcionados a essas biomoléculas. 

Esses medicamentos têm como alvo as células doentes, poupando as saudáveis. A terapia alvo é altamente personalizada, maximizando a eficácia e minimizando os efeitos colaterais. 

Terapia imunológica

A terapia imunológica é uma estratégia na medicina que visa aproveitar o sistema imunológico do próprio corpo para combater doenças. Ela funciona reforçando ou direcionando as respostas imunológicas naturais. 

Um exemplo é a imunoterapia contra o câncer, que envolve a ativação das células de defesa do corpo, como linfócitos T, para identificar e destruir as células cancerosas. Isso é alcançado por meio de agentes como inibidores de checkpoint imunológico ou terapia com células CAR-T, que são projetados para atacar especificamente as células do câncer.

Como a terapia alvo e a terapia imunológica poderão ser utilizadas no tratamento de sarcomas?

O sarcoma é um grupo de cânceres raros que se originam nos tecidos moles ou ossos. O tratamento convencional, que envolve cirurgia, quimioterapia e radioterapia, pode ter limitações, levando a investigações de abordagens mais avançadas.

A terapia alvo no tratamento do sarcoma envolverá a identificação de mutações genéticas específicas que impulsionam o crescimento do tumor. Uma vez identificadas, as drogas são projetadas para direcionar essas mutações. 

Por exemplo, em sarcomas com mutações do gene KIT, inibidores de tirosina quinase, como o imatinibe, têm mostrado eficácia. Além disso, inibidores de checkpoint imunológico, como o pembrolizumabe, estão sendo estudados para sarcomas que expressam PD-L1, uma proteína que suprime o sistema imunológico.

A terapia imunológica tem um potencial também promissor no tratamento do sarcoma. Terapias com células T modificadas (CAR-T) estão sendo desenvolvidas para atacar diretamente células de sarcoma. 

Além disso, imunoterapias que ativam o sistema imunológico para combater o sarcoma estão sendo testadas em ensaios clínicos. 

É importante notar que essas terapias ainda estão em fase de pesquisa e não são adequadas para todos os tipos de sarcoma. A abordagem ideal depende do subtipo do sarcoma e de suas características genéticas. 

Os avanços nesse campo são promissores e oferecem perspectivas positivas para o tratamento dessa doença, visando aumentar as chances de remissão e sobrevivência. A pesquisa contínua é essencial para aprimorar essas terapias e expandir seu uso no tratamento do “SARCOMA”.

Esperamos que tenha gostado de saber mais sobre o assunto. Para agendar uma consulta com o Dr. André Ferrari e conversar sobre o tratamento do câncer ósseo, entre em contato pelo WhatsApp!

Leia também:

Como o exame de sangue de tumores ósseos específicos, como o tumoral calcificante, o exame de microlaminas ou o exame de osteocalcina, podem ser usados para detectar Câncer nos Ossos?

Este post foi útil?

Clique nas estrelas

Média / 5. Votos

Seja o primeiro a avaliar este post.


imagem que representa a logomarca do whatsapp