imagem que representa a logomarca do Dr. André Ferrari
imagem que representa um ícone de relógio HORÁRIO DE ATENDIMENTO
Segunda a sexta: das 8h às 18h

Qual o papel da Oncologia Ortopédica no diagnóstico de tumores ósseos?

Postado em: 07/11/2022

Os tumores ósseos são problemas raros, que apresentam alguns desafios para o seu diagnóstico. A Oncologia Ortopédica é a área da medicina mais adequada para o seu tratamento, contribuindo com um olhar assertivo e conhecimentos aprofundados.

No conteúdo de hoje você vai saber mais sobre o ortopedista oncológico e qual a sua importância para a saúde. Tenha uma boa leitura! 

O que é a Oncologia Ortopédica?

A Oncologia Ortopédica é uma subespecialidade que trata dos tumores ósseos, sejam eles malignos ou benignos. O médico realiza o diagnóstico dessas doenças, identifica o tipo de tumor e estabelecendo o melhor tratamento, acompanhando o paciente durante todo esse processo.

Ele faz cirurgias para a remoção de tumores, prescreve medicações e acompanha a reabilitação e os tratamentos complementares — como a quimioterapia e a radioterapia. O profissional atua junto de uma equipe multidisciplinar, que pode ser composta por enfermeiros, psicólogos e médicos de outras especialidades.

Quando o tumor não se origina no esqueleto, mas o afeta por meio de metástases, o ortopedista acompanha o tratamento junto de outro especialista oncológico, que trata do órgão inicial da lesão. Seja qual for a situação, o seu papel é fundamental para garantir o melhor cuidado com as estruturas ósseas. 

Qual o papel da Oncologia Ortopédica no diagnóstico de tumores?

Quando os tumores têm origem no esqueleto, pode ser difícil identificá-los inicialmente. Eles começam de forma assintomática na maior parte das situações, levando tempo para serem notados ou sendo encontrados de forma inesperada.

O paciente pode fazer uma radiografia para investigar outra questão, então o médico se depara com uma massa. Para ter certeza de que se trata de um tumor — ou para confirmar o seu tipo e sua gravidade —, é necessário consultar um especialista no assunto.

O ortopedista oncológico sabe mais sobre o tema, com um conhecimento profundo sobre as estruturas esqueléticas. Ele consegue atuar com maior assertividade, trabalhando com qualidade e trazendo orientações mais precisas. Assim, o tratamento se inicia quanto antes e o paciente conta com mais qualidade de vida, alcançando os melhores resultados dentro do possível. 

Como é feito o diagnóstico dos tumores ósseos?

Quando o paciente apresenta sintomas de tumores ósseos, o diagnóstico se inicia com a sua investigação e com a coleta de mais informações. Quando o tumor é encontrado “por acaso”, são feitos outros exames para confirmar suas características e avaliá-lo melhor.

Podem ser solicitados exames como a cintilografia, a radiografia, a tomografia e a ressonância magnética, assim como a biópsia das células tumorais. A Oncolologia Ortopédica analisa, também, as doenças anteriores do paciente e seu histórico familiar. 

Como é feito o tratamento de tumores ósseos?

O tratamento dependerá do tipo de tumor — benigno, maligno, primário ou secundário —, da sua localização, do seu grau de desenvolvimento e da saúde geral do paciente. De uma forma geral, as principais intervenções são a cirurgia, a quimioterapia e a radioterapia.

A Oncologia Ortopédica busca preservar ao máximo a estrutura esquelética, mas também acompanha o paciente em casos de amputação. O médico deve sugerir o caminho mais seguro, que proporcione as melhores condições de vida e de bem-estar para o indivíduo.

A Oncologia Ortopédica é uma área fundamental da medicina. Conhecê-la faz toda a diferença para um momento de necessidade.

Espero ter te ajudado com essas informações sobre a Oncologia Ortopédica. Se ficou com alguma dúvida não deixe de entrar em contato!

Este post foi útil?

Clique nas estrelas

Média / 5. Votos

Seja o primeiro a avaliar este post.


imagem que representa a logomarca do whatsapp