imagem que representa a logomarca do Dr. André Ferrari
imagem que representa um ícone de relógio HORÁRIO DE ATENDIMENTO
Segunda a sexta: das 8h às 18h

Como o exame de sangue de tumores ósseos específicos, como o tumoral calcificante, o exame de microlaminas ou o exame de osteocalcina, podem ser usados para detectar Câncer nos Ossos?

Postado em: 07/08/2023

Os exames de sangue específicos para tumores ósseos desempenham um papel crucial na detecção precoce e monitoramento dessas condições. Marcadores tumorais como a Fosfatase Alcalina Óssea, microlaminas e a osteocalcina fornecem informações valiosas para o diagnóstico e tratamento adequado do Câncer nos Ossos.

Hoje você vai saber mais sobre como funcionam esses exames e o seu papel na identificação de tumores malignos. Esperamos que o conteúdo ajude!

Como é feito o diagnóstico de câncer nos ossos?

O diagnóstico de câncer nos ossos é uma etapa fundamental para o tratamento adequado e o prognóstico do paciente. Existem várias técnicas e exames utilizados para identificar a presença do câncer, sendo os principais:

  • História clínica e exame físico: O médico inicia a investigação por meio da história médica do paciente e de um exame físico minucioso, buscando sinais e sintomas que possam sugerir a doença;
  • Exames de imagem: A radiografia é frequentemente o primeiro exame solicitado, pois permite visualizar alterações nos ossos, como áreas de destruição ou aumento de densidade. Além disso, a tomografia computadorizada e a ressonância magnética são ferramentas complementares, que oferecem informações detalhadas sobre a extensão e o estágio da doença;
  • Biópsia: A biópsia é essencial para confirmar o diagnóstico de câncer ósseo. Nesse procedimento, uma pequena amostra de tecido é retirada do osso suspeito e analisada microscopicamente para identificar células cancerígenas;
  • Cintilografia óssea: A cintilografia é uma técnica de imagem que utiliza uma substância radioativa injetada no paciente para identificar áreas com maior atividade metabólica nos ossos, o que pode indicar a presença de câncer.

Quanto aos exames de sangue, eles são fundamentais para auxiliar no diagnóstico e no monitoramento do câncer nos ossos. Alguns marcadores tumorais, como a fosfatase alcalina e o lactato desidrogenase, podem estar elevados no sangue quando há acometimento ósseo. 

No entanto, é importante ressaltar que esses marcadores não são específicos para o câncer ósseo e podem estar alterados em outras condições. Portanto, a combinação de diferentes exames é crucial para o diagnóstico preciso e assertivo do câncer nos ossos.

Como funcionam os exames de sangue específicos para o diagnóstico de câncer nos ossos?

Os tumores ósseos específicos podem ser diagnosticados e monitorados através de exames de sangue que avaliam a presença de certos marcadores tumorais. Conheça alguns dos exames principais!

Tumoral calcificante

O exame de sangue para tumoral calcificante analisa os níveis de Fosfatase Alcalina Óssea (FAO). Este marcador pode estar elevado em pacientes com esse tipo de tumor, auxiliando no diagnóstico e no acompanhamento do tratamento.

Exame de microlaminas

O exame de sangue para microlaminas visa identificar a presença de mutações genéticas específicas associadas a tumores ósseos raros, como a osteossarcoma de telangiectasia (OST). A detecção dessas mutações pode auxiliar no diagnóstico precoce e no planejamento do tratamento.

Exame de osteocalcina

A osteocalcina é uma proteína produzida pelas células dos ossos. Seus níveis no sangue podem ser utilizados como um marcador indireto para avaliar a atividade das células e auxiliar no monitoramento de tumores e outras doenças ósseas.

Esses exames de sangue são ferramentas importantes para o diagnóstico, acompanhamento e tratamento de tumores ósseos específicos. É essencial que os resultados sejam interpretados por um médico especializado, combinando-os com outros exames de imagem e clínicos para obter um diagnóstico mais preciso e eficaz.

Os avanços em exames de sangue para o “CÂNCER NOS OSSOS” têm impactado significativamente a abordagem diagnóstica e terapêutica, permitindo detecção e acompanhamento precisos. Essas ferramentas desempenham um papel fundamental na luta contra o câncer ósseo e na melhoria da qualidade de vida dos pacientes.

Se você suspeita de câncer ou qualquer outro problema ósseo, não deixe de procurar ajuda especializada. Para agendar um horário com o oncologista ortopédico, Dr. André Ferrari, é só entrar em contato!

Leia também:

Câncer nos Ossos: quais são as opções de tratamento e qual é a melhor para você

Quais são os Marcadores Tumorais utilizados para detectar Câncer nos Ossos?

Este post foi útil?

Clique nas estrelas

Média / 5. Votos

Seja o primeiro a avaliar este post.


imagem que representa a logomarca do whatsapp