imagem que representa a logomarca do Dr. André Ferrari
imagem que representa um ícone de relógio HORÁRIO DE ATENDIMENTO
Segunda a sexta: das 8h às 18h

Como o crescimento do câncer ósseo pode afetar a qualidade de vida dos pacientes?

Postado em: 12/07/2024

câncer ósseo

O Câncer Ósseo pode ser primário ou, mais comumente, secundário — também conhecido como metástase óssea nesses casos. 

Existem várias abordagens de tratamento que podem ser empregadas para tratar essa condição e também para melhorar significativamente a qualidade de vida do paciente. 

Hoje quero conversar com mais detalhes sobre as metástases ósseas e as abordagens que podem ser consideradas especialmente para aliviar sintomas e promover bem-estar. Espero que a leitura possa ajudar!

Entendendo a metástase óssea

Metástases ósseas ocorrem quando células cancerígenas de outro local do corpo, como os pulmões ou a mama, se espalham para os ossos. 

Este tipo de câncer secundário é diferente do câncer ósseo primário, que começa nos ossos. As metástases podem afetar qualquer osso, mas são mais comuns na coluna, bacia, braços e coxas.

Sintomas das metástases ósseas

Os sintomas variam de acordo com a localização e o tamanho das metástases, mas podem incluir:

  • Dor óssea: Frequentemente o primeiro sinal de metástases ósseas. Pode piorar à noite ou com atividade física.
  • Fraturas: Os ossos enfraquecidos pelas metástases podem quebrar mais facilmente.
  • Inchaço: Pode ocorrer ao redor do local afetado.
  • Problemas neurológicos: Quando as metástases afetam a coluna vertebral, podem comprimir a medula espinhal, causando dor, fraqueza, ou paralisia nas pernas, bem como dificuldade de controle urinário.

Vale lembrar que o câncer nos ossos, em muitos casos, também pode começar de forma silenciosa, sem apresentar sintomas inicialmente.

Tratamentos de suporte para câncer ósseo

O tratamento de suporte é aquele voltado para a melhoria da qualidade de vida dos pacientes, oferecendo alívio dos sintomas e manutenção da funcionalidade. 

Essa modalidade pode ser implementada junto com outros tipos de tratamento ou isoladamente em casos em que o câncer já esteja muito avançado.

O tratamento é abrangente e adaptado às necessidades individuais de cada paciente, abordando diversos aspectos do manejo da doença.

Gerenciamento da dor

A dor associada às metástases ósseas pode ser debilitante. 

O tratamento eficaz da dor muitas vezes envolve medicamentos, que podem incluir, por exemplo:

  • Anti-inflamatórios não esteroides (AINEs), para dores leves a moderadas.
  • Opiáceos, para dores mais intensas e persistentes.
  • Adjuvantes, como antidepressivos e anticonvulsivantes, que podem ajudar a controlar certos tipos de dor neuropática.

Além dos medicamentos, a radioterapia pode ser considerada para aliviar a dor localizada causada por metástases específicas. 

Este tratamento pode reduzir rapidamente o tamanho dos tumores ósseos, aliviando a pressão sobre os nervos e tecidos circundantes.

Procedimentos cirúrgicos, como a colocação de suportes metálicos, são pensados em algumas situações para estabilizar os ossos enfraquecidos e prevenir fraturas. 

Esses tratamentos não apenas ajudam a reduzir a dor, mas também têm o objetivo de favorecer a mobilidade e prevenir complicações sérias.

Tratamento da hipercalcemia

A hipercalcemia, decorrente da liberação de cálcio pelos ossos danificados, pode ser perigosa se não for tratada. 

Hidratação intensiva ajuda a diluir o cálcio no sangue, enquanto medicamentos como bisfosfonatos ou denosumab são eficazes em reduzir os níveis de cálcio e fortalecer a matriz óssea. 

Estes tratamentos são importantes para manter a função renal e prevenir outros problemas sistêmicos associados ao excesso de cálcio.

Intervenções cirúrgicas e radioterapia

Para pacientes que enfrentam o risco iminente de fraturas devido a ossos enfraquecidos, intervenções cirúrgicas para implantar suportes metálicos podem ser consideradas. 

Essas intervenções ajudam a reforçar os ossos e prevenir fraturas.

Manejo da compressão da medula espinhal

A compressão da medula espinhal é uma emergência médica que requer tratamento para prevenir danos permanentes. 

Radioterapia e corticosteroides são geralmente administrados para reduzir o inchaço e a pressão sobre a medula, aliviando a dor e outros sintomas neurológicos. 

Em alguns casos, a intervenção cirúrgica pode ser necessária para remover o tecido tumoral que está comprimindo a medula.

Apoio emocional

Também é importante que hajam cuidados com o bem-estar emocional do paciente. O suporte de profissionais da psicologia pode fazer toda a diferença, assim como outras medidas para a promoção do bem-estar integral.

Buscar formas de ter prazer no dia a dia e ter contato com outras pessoas, inclusive aquelas que possam estar passando por situações parecidas, são exemplos de práticas que podem fazer muito bem.

Personalização do tratamento

Cada um desses elementos do tratamento de suporte é cuidadosamente considerado e personalizado para cada paciente, com o objetivo de maximizar a qualidade de vida e minimizar o desconforto e as complicações. 

O acompanhamento regular e a comunicação contínua com a equipe médica são fundamentais para ajustar o tratamento conforme necessário e responder a qualquer mudança na condição do paciente.

O acompanhamento contínuo é importante para monitorar a evolução das metástases ósseas e ajustar o plano de tratamento conforme necessário. 

Isso inclui avaliações regulares de dor, mobilidade e função geral, além de exames de imagem para monitorar a progressão da doença.

Meu papel é assegurar que cada paciente receba um tratamento compreensivo que não apenas aborde o “Câncer Ósseo”, mas também melhore sua qualidade de vida. 

Espero que o conteúdo tenha ajudado. Você pode ter mais informações sobre o meu trabalho entrando em contato pelo WhatsApp!

Dr. André Ferrari de França Camargo
Oncologia Ortopédica
CRM 124.892 | RQE 68641 

Leia também:

Este post foi útil?

Clique nas estrelas

Média / 5. Votos

Seja o primeiro a avaliar este post.


imagem que representa a logomarca do whatsapp