imagem que representa a logomarca do Dr. André Ferrari
imagem que representa um ícone de relógio HORÁRIO DE ATENDIMENTO
Segunda a sexta: das 8h às 18h

Como a cirurgia robótica está ajudando no tratamento do Sarcoma?

Postado em: 28/12/2023

O Sarcoma, uma forma rara e complexa de câncer que afeta os tecidos conjuntivos do corpo, representa um desafio significativo no campo da oncologia devido à sua diversidade e localizações diversas. A cirurgia robótica, uma técnica avançada e em constante evolução, está emergindo como uma opção promissora no tratamento de sarcomas. Esta abordagem cirúrgica, caracterizada por precisão, menor invasividade e visão aprimorada, está sendo cada vez mais explorada por cirurgiões especializados no tratamento dessas neoplasias raras.

Como a cirurgia robótica está ajudando no tratamento do Sarcoma?

A aplicação da cirurgia robótica no tratamento do sarcoma está ganhando destaque devido à sua capacidade de oferecer resultados cirúrgicos mais precisos e menos invasivos, auxiliando na preservação da função e na recuperação pós-operatória dos pacientes afetados por essa complexa condição oncológica. Saiba mais no artigo!

O que é Sarcoma?

Sarcoma é um tipo de câncer que se desenvolve nos tecidos conjuntivos do corpo, como ossos, músculos, cartilagens, gordura, vasos sanguíneos e outros tecidos conjuntivos. Existem mais de 50 tipos diferentes de sarcomas, e eles são classificados em dois grandes grupos principais:

  • Sarcomas de Tecidos Moles: Esses sarcomas se originam nos tecidos moles do corpo, como músculos, gordura, vasos sanguíneos e tecidos conjuntivos. Alguns exemplos incluem o lipossarcoma (originado de células de gordura), o leiomiossarcoma (originado de células musculares lisas) e o fibrossarcoma (originado de células fibrosas).
  • Sarcomas Ósseos: Esses sarcomas se originam nos ossos e são menos comuns do que os sarcomas de tecidos moles. Exemplos incluem o osteossarcoma (câncer ósseo primário mais comum), o condrossarcoma (originado de células cartilaginosas) e o sarcoma de Ewing (um tipo de câncer ósseo que geralmente afeta crianças e adultos jovens).

Os sarcomas podem se desenvolver em qualquer parte do corpo, mas são mais frequentemente encontrados nos braços, pernas, tronco, abdômen e retroperitônio (a área atrás do abdômen). Geralmente, esses tipos de câncer são diagnosticados através de biópsias, exames de imagem (como radiografias, tomografias e ressonâncias magnéticas) e avaliação clínica por um oncologista.

O tratamento para sarcomas pode incluir cirurgia, radioterapia, quimioterapia, terapias-alvo ou uma combinação dessas modalidades, dependendo do tipo de sarcoma, seu estágio e localização. Como são considerados raros e diversos, o manejo dos sarcomas exige uma abordagem personalizada e multidisciplinar, envolvendo uma equipe médica especializada para oferecer o melhor cuidado possível ao paciente.

Como a cirurgia robótica está ajudando no tratamento do Sarcoma?

A cirurgia robótica tem desempenhado um papel crescente no tratamento do “sarcoma”, oferecendo vantagens significativas em alguns casos específicos. Embora a cirurgia robótica ainda seja relativamente nova na área oncológica, ela apresenta benefícios potenciais para pacientes com sarcoma em determinadas circunstâncias:

  • Precisão e Destreza: Os sistemas robóticos permitem movimentos mais precisos e delicados durante a cirurgia, o que pode ser particularmente benéfico ao operar em áreas sensíveis ou próximas a estruturas vitais.
  • Acesso a Locais Complexos: Em alguns casos de sarcomas localizados em áreas difíceis de alcançar ou próximos a órgãos vitais, a cirurgia robótica pode oferecer acesso melhorado e manobrabilidade mais precisa.
  • Menos Invasiva: A cirurgia robótica geralmente envolve incisões menores em comparação com a cirurgia tradicional, o que pode resultar em menos dor pós-operatória, recuperação mais rápida e menor tempo de internação hospitalar.
  • Visão Ampliada: Os sistemas robóticos oferecem uma visão tridimensional ampliada e detalhada do local da cirurgia, permitindo ao cirurgião uma melhor visualização e precisão durante o procedimento.
  • Menos Complicações: A precisão dos movimentos robóticos pode ajudar a reduzir o risco de danos a tecidos saudáveis circundantes, diminuindo potencialmente as complicações associadas à cirurgia.

No entanto, é importante ressaltar que a aplicação da cirurgia robótica no tratamento do sarcoma ainda está evoluindo e pode não ser adequada ou viável para todos os casos. A decisão de usar a cirurgia robótica para o tratamento de sarcomas depende de vários fatores, incluindo o tamanho e localização do tumor, a experiência do cirurgião, a disponibilidade da tecnologia e as necessidades individuais do paciente.

A avaliação cuidadosa por uma equipe médica especializada é fundamental para determinar a melhor abordagem cirúrgica para cada paciente com sarcoma, considerando os benefícios e limitações da cirurgia robótica em relação às necessidades específicas do tratamento.

Qual a importância de contar com um oncologista ortopédico qualificado para o tratamento de Sarcoma?

Contar com um oncologista ortopédico qualificado é de extrema importância no tratamento do sarcoma por diversos motivos:

  • Experiência Especializada: O oncologista ortopédico é um especialista treinado em cirurgia ortopédica oncológica, possuindo conhecimento e habilidades específicas no manejo cirúrgico de sarcomas ósseos e de tecidos moles. Sua expertise permite uma abordagem mais precisa e especializada no tratamento dessas condições complexas.
  • Diagnóstico Preciso: Com sua experiência, o oncologista ortopédico é capaz de realizar uma avaliação precisa das biópsias e exames de imagem, determinando o tipo exato de sarcoma e seu estágio, o que é fundamental para o planejamento do tratamento.
  • Planejamento Cirúrgico Especializado: No caso de intervenção cirúrgica, o oncologista ortopédico é capacitado para desenvolver estratégias cirúrgicas personalizadas, visando a remoção completa do tumor, preservação da função e minimização do risco de recorrência.
  • Manejo das Complicações: Em situações onde as metástases ósseas ou sarcomas apresentam complicações, como fraturas patológicas ou comprometimento da estrutura óssea, o oncologista ortopédico está apto a realizar procedimentos para estabilizar o osso afetado e aliviar a dor.
  • Acompanhamento Pós-Cirúrgico: O acompanhamento após a cirurgia é crucial. O oncologista ortopédico monitora o paciente durante o processo de recuperação, colaborando com equipes multidisciplinares para garantir a reabilitação adequada e o acompanhamento a longo prazo.
  • Conhecimento em Terapias Atuais: Estar atualizado com os avanços na área é fundamental. O oncologista ortopédico qualificado acompanha e incorpora novas terapias, tecnologias e abordagens de tratamento no cuidado dos pacientes com sarcoma.

Em resumo, a presença de um oncologista ortopédico altamente qualificado e especializado é essencial para garantir um tratamento completo, preciso e multidisciplinar para pacientes com sarcoma. Sua experiência na abordagem específica desses cânceres nos tecidos musculoesqueléticos resulta em melhores resultados e qualidade de vida para os pacientes afetados por essa condição desafiadora.

O Dr. André Ferrari realiza o diagnóstico e tratamento de Sarcoma, trabalhando com cuidado para auxiliar o paciente com o quadro. Entre em contato e agende sua consulta!

Leia Também

Este post foi útil?

Clique nas estrelas

Média / 5. Votos

Seja o primeiro a avaliar este post.


imagem que representa a logomarca do whatsapp