imagem que representa a logomarca do Dr. André Ferrari
imagem que representa um ícone de relógio HORÁRIO DE ATENDIMENTO
Segunda a sexta: das 8h às 18h

Entendendo o câncer nos ossos: sintomas, causas e tratamentos

Postado em: 10/07/2024

Entendendo o câncer nos ossos: sintomas, causas e tratamentos

Como médico especialista em Traumatologia e Oncologia Ortopédica, entendo as nuances envolvidas no diagnóstico e tratamento do Câncer nos Ossos

Essas condições podem variar amplamente em termos de gravidade, sintomas e opções de tratamento. 

Hoje, gostaria de compartilhar uma visão abrangente sobre tumores ósseos e discutir as opções de tratamento disponíveis. Continue sua leitura para conferir!

Entendendo o tumor ósseo

O tumor ósseo é uma condição em que há um crescimento anormal de tecido dentro ou ao redor do osso. Eles podem ser classificados como benignos ou malignos. 

Os tumores malignos, ou “Câncer nos Ossos”, são os que possuem potencial de crescimento rápido e de se espalhar para outras partes do corpo. 

Os benignos, embora não sejam cancerígenos, podem ainda causar problemas significativos dependendo de seu tamanho e localização.

Tipos comuns de câncer nos ossos 

Os tipos mais conhecidos são: 

  • Osteossarcoma: mais frequente em crianças e adolescentes, ocorre principalmente nos ossos ao redor do joelho.
  • Condrossarcoma: encontrado em adultos, afeta principalmente a bacia e as áreas de cartilagem dos ossos.
  • Mieloma múltiplo: afeta as células plasmáticas na medula óssea.
  • Tumores de Ewing: comuns em crianças e adolescentes, frequentemente ocorrem nos ossos longos das pernas, pelve ou braços.

Fatores de risco e sintomas

Os fatores de risco para câncer nos ossos podem incluir mutações genéticas, exposição a altas doses de radiação, e histórico familiar ou pessoal de doenças ósseas. Existem algumas considerações importantes sobre os sintomas possíveis:

  • Ausência de sintomas: O câncer nos ossos muitas vezes começa a se desenvolver de forma silenciosa, não apresentando sintomas inicialmente.
  • Dor óssea: A dor é um sinal comum quando os sintomas começam a aparecer. Ela pode começar de forma leve, mas tende a se intensificar e pode ser mais aguda à noite ou durante atividades físicas.
  • Inchaço: visível sobre o osso afetado, podendo ser acompanhado de sensibilidade.
  • Fraturas: os ossos podem se tornar mais frágeis e suscetíveis a fraturas, mesmo com traumas leves.

Opções de tratamento para câncer nos ossos 

O tratamento para o câncer ósseo varia de acordo com o tipo, estágio do câncer, idade do paciente e sua saúde geral. Aqui estão as principais opções!

Cirurgia

Remoção do tumor juntamente com uma margem de tecido saudável é frequentemente necessária para minimizar a chance de recorrência.

Radioterapia

Essa modalidade é utilizada para destruir células cancerosas remanescentes pós-cirurgia ou para reduzir tumores antes da intervenção cirúrgica, ajudando também a aliviar a dor em casos avançados.

Quimioterapia

Usada especialmente para tipos agressivos de câncer ósseo, a quimioterapia pode ajudar a destruir células cancerosas no corpo.

Terapia-alvo e imunoterapia

Essas terapias modernas focam em características específicas das células cancerígenas, oferecendo tratamentos menos invasivos.

Tumores ósseos benignos

Embora não sejam cancerígenos, tumores ósseos benignos ainda requerem atenção devido ao potencial de crescimento e impacto na estrutura e função dos ossos. 

Alguns, como o osteocondroma e o encondroma, são monitorados com exames periódicos, enquanto outros podem exigir intervenção cirúrgica para remover o tumor e aliviar os sintomas.

Papel da equipe multidisciplinar 

A importância de uma equipe multidisciplinar não pode ser subestimada no tratamento de tumores ósseos. 

A colaboração entre, por exemplo, especialistas em oncologia ortopédica, radiologia, patologia, fisioterapia e, quando necessário, especialistas em manejo da dor, oferece um panorama mais completo para um plano de tratamento. 

Cada profissional traz uma perspectiva única que ajuda a formular uma abordagem de tratamento que não só visa eliminar o tumor, mas também preservar, o máximo possível, a função e a qualidade de vida do paciente.

Monitoramento contínuo e acompanhamento

Após o tratamento inicial, seja ele cirúrgico ou conservador, o acompanhamento contínuo é crucial. 

Para tumores benignos, isso significa monitorar regularmente para qualquer sinal de crescimento ou mudança na lesão que possa indicar uma transformação para um tumor maligno. 

Para casos de câncer ósseo, o acompanhamento é intensivo, com exames regulares de imagem para detectar qualquer recorrência do câncer ou metástase para outras partes do corpo. 

Este monitoramento contínuo é importante para intervir prontamente caso o tumor reapareça ou progrida.

Suporte ao paciente e educação

Além do tratamento clínico, o suporte ao paciente é uma faceta importante do cuidado. 

Isso inclui educação sobre a doença e o tratamento, aconselhamento psicológico para ajudar a lidar com o impacto emocional do diagnóstico e tratamento de câncer, e suporte nutricional para ajudar a manter a força e a saúde durante o tratamento. 

Grupos de apoio podem oferecer um espaço valioso para pacientes e suas famílias compartilharem experiências e encontrarem conforto em comunidades de indivíduos que enfrentam desafios semelhantes.

Inovações e pesquisa

O campo da oncologia ortopédica está em constante evolução, com novas tecnologias e tratamentos sendo desenvolvidos regularmente. Participar de ensaios clínicos ou adotar novas terapias aprovadas pode oferecer aos pacientes acesso a tratamentos de ponta que não estão amplamente disponíveis. Como médico, estou comprometido em manter-me atualizado com os mais recentes avanços para garantir que meus pacientes recebam o tratamento mais eficaz disponível.

Conclusão Final

Tratar o câncer nos ossos, sejam eles benignos ou malignos, é um processo complexo que requer uma abordagem cuidadosa e personalizada. A escolha de tratamentos e a estratégia de manejo devem sempre ser adaptadas às necessidades específicas do paciente.

Espero que o conteúdo tenha ajudado. Entre em contato pelo WhatsApp para ter mais informações sobre o meu trabalho!

Dr. André Ferrari de França Camargo
Oncologia Ortopédica
CRM 124.892 | RQE 68641 

Leia também:

Este post foi útil?

Clique nas estrelas

Média / 5. Votos

Seja o primeiro a avaliar este post.


imagem que representa a logomarca do whatsapp